Área do Aluno

Curso de:

Intervenção e Manejo das Cefaleias

Curso de:

Intervenção e Manejo das Cefaleias

Duração:

2 dias (4 períodos)

Carga Horária:

20 Horas

Unidades

Turma:

PARA QUEM SE DESTINA:

Neurologistas, neurocirurgiões, médicos da dor, anestesiologistas, acupunturistas, médicos clínicos, emergencistas, médicos da família e comunidade, otorrinolaringologistas, oftalmologistas, ginecologistas e obstetras e geriatras

O QUE ESPERAR DO CURSO:

Entre as principais doenças crônicas não-transmissíveis, a cefaleia do tipo tensional (CTT) e a enxaqueca (migrânea) constituem a 2ª e a 6ª doenças mais prevalentes. Na formação médica, a cefaleia não é considerada como uma prioridade, apesar de seu impacto social. Estes dados demonstram a importância do médico em reconhecer e manejar as principais cefaleias sem a necessidade de avaliação do especialista para a grande maioria dos casos. A identificação precoce de casos de cefaleia secundária reduz os desfechos finais quanto sua morbidade e mortalidade.

Faça Pós-Graduação com a qualidade em uma instituição NOTA MÁXIMA NO MEC

CONHECIMENTO ALINHADO ÀS MELHORES PRÁTICAS DO MERCADO

Entre as principais doenças crônicas não-transmissíveis, a cefaleia do tipo tensional (CTT) e a enxaqueca (migrânea) constituem a 2ª e a 6ª doenças mais prevalentes. Na formação médica, a cefaleia não é considerada como uma prioridade, apesar de seu impacto social. Estes dados demonstram a importância do médico em reconhecer e manejar as principais cefaleias sem a necessidade de avaliação do especialista para a grande maioria dos casos. A identificação precoce de casos de cefaleia secundária reduz os desfechos finais quanto sua morbidade e mortalidade


COORDENAÇÃO

Dr. Marcos Christiano Lange